17 de set de 2010

às 9h acorda, meio cansada, meio de ressaca (mesmo não tendo bebido nada), toma café e vai trabalhar (isso quando não acorda atrasadérrima, só joga um iogurte na bolsa e sai correndo).
trabalha trabalha e trabalha e se estressa com a gerente insuportável e sai do trabalho frustrada querendo nunca mais voltar.
sai correndo e vai para o outro trabalho. no meio do caminho o ônibus quebra (sim, quem disse que os ônibus da europa são perfeitos está enganado) aí começa a chover, afinal se não chover não é dublin. chega no segundo emprego ensopada literalmente, aí 5 minutos depois abre um sol coisa mais linda saco
enfim, trabalha, trabalha e sai correndo de novo. passa no mercado e finalmente chega em casa
opa, "hora de descansar" pensa ela... que nada!
lava roupa, faz janta, arruma as coisas para o dia seguinte, pensa em arrumar as malas afinal falta pouco tempo para a viagem e muito trabalho pela frente
vê o computador, pensa em escrever algo que preste mas o cansaço é grande
ok, 22h da noite, acho que é a melhor hora de limpar o banheiro, afinal todos já tomaram banho, ninguém vai fazer estardalhaço lá
meia noite, bora dormir? não, tens que falar com o povo do brasil

por que ninguém me avisou que brincar de ser independente era tão cansativo?

Nenhum comentário: