30 de dez de 2011

.
.
.

e no último dia de 2011 só tenho a dizer:
2012, te espero de braços abertos

.
.
.

28 de dez de 2011

vou dizer que, em 2011, fizeram-me infeliz todos aqueles seres desumanos que me lembraram da existência da listinha gastronômica abaixo:

  • pastel de camarão
  • ximia de uva/abóbora
  • chico balançado
  • panetone
  • pudim
  • panqueca
  • sagu
  • quindim
  • salada de chuchu com ovo
  • pizza de banana
  • mariola
  • cachorro do bigode
  • xis
  • aipim/polenta frita
  • original
  • queijo assado
  • churros
  • algodão doce
  • mousse de maracujá/limão
  • suco de mamão com laranja
  • panqueca
  • cacetinho
  • mu-mu
  • traquinas
  • bala de coco
  • ovo de codorna
  • salada de fruta
  • pastelina
  • fios de ovos
  • baconzitos
  • requeijão
  • bolinho de chuva
  • água de coco
claro que algumas coisas a gente consegue fazer, mas nunca é como em casa.
não citarei nomes para preservar a identidade desses malfeitores, mas eu os perdoo.

2012 (gordo) me aguarde!



e foi pela manhã que todas aquelas lembranças vieram a tona.
senti os calafrios de todas as boas sensações já vividas e sem porque nem por onde, lembrei de você.
do seu sorriso e da sua alegria, das boas conversas, vinho e olhares distantes.
ali, grudada no mural, sem saber porque, ela veio comigo. de tão longe.
e lá está, me olhando todos os dias...

a rosa.

13 de dez de 2011




hoje dublin teve os primeiros flocos de neve do inverno
e agora começa aquela minha angústia diária
de ficar olhando para a janela a cada minuto
esperando pela fofura pálida.



7 de dez de 2011


não acredito na felicidade de quem grita.
a felicidade é silenciosa e vem de dentro 
aflora de ti, de mim, de nós.
não precisamos de provas
apenas de um sorriso leve
de criança... feliz.

6 de dez de 2011




aquela coisa de destino ou coincidência ou forças do além ou certo por linhas tortas conseguem prender a atenção de quem acredita em tudo isso, ou de quem não acredita em nada e fica quebrando a cabeça para entender as peculiaridades da vida. 
essas coisas nos pregam peças engraçadas, como aquela pessoa entrou em sua vida sorrateiramente. um dia frio, sem mais delongas. e de novo e de novo.



1 de dez de 2011


se você já viu...

... uma vó com mais de 60 anos usando cabelo rosa/verde/azul;
... uma pessoa com o cabelo tão comprido que enrola no pescoço como se fosse manta;
... a mulherada bancando os namorados;
... um dente de ouro em meio a todos os outros dentes podres;
... alguém sair da academia e ir para o fast-food;
... alguém guardar o dinheiro no sutiã (ecaaa);
... gurias maquiadas na academia;
... homem com bigode rosa;
... cabelo bagunçado como se fosse moda;
... o simbolo da TV paga no pub é uma pint;
... cílios postiços, sombra e moletom, tudo na mesma pessoa;
... alguém com a pele laranja;
... alguém jogar bola dentro do pub;
... alguém usar bota de lã até no verão;
... guria usar micro vestido sem meia-calça no inverno;
... homem tímido;
... alguém caminhar na chuva como se não estivesse se molhando;
... alguém beber leite com qualquer tipo de comida;
... alguém pedir cerveja em fast-food.


parabéns! se você já viu essas bizarrices, você esteve na irlanda.
agora, se você nunca viu, corre para cá e me belisca, porque às vezes nem eu acredito.

esquisita sou eu, isso tudo que você leu é normal.