1 de nov de 2010

1 ano de irlanda, a ilha verde, casa do leprechaun...


o que poderia eu falar desse um ano???


- que a primeira pint me custou chorosos 5,70 euros;
- que cheguei completamente perdida, com um inglês bem tosco (que eu acreditava saber). 
- que perdi entrevistas de emprego por não entender o endereço ao telefone, ou por ir no local errado, ou pior, conseguir chegar no lugar e não entender as perguntas;
- que se perder nem sempre é ruim, sempre descobri um lugar bacana para passear;
- que ficar comendo bagete do londis sentada num banco qualquer olhando o movimento é gostoso, e que comer um bolinho inglês molhado escorada em um ponto de ônibus é pra brasileiro;
- que consegui o primeiro emprego e fui comemorar com vinho, coisa que não deu muito certo;
- que meu primeiro salário foi 55 euros em uma semana que eu tinha apenas 1,98 na conta bancária;
- que oktoberfest é para os fortes;
- que a aula era muito legal mas só no início;
- que aniversário não é ficar velho, mas tornar-se descobridor de aventuras;
- que halloween é coisa de irlandês;
- que no natal trabalhei feito um burro de carga e as coisas melhoraram;
- que natal e reveillon (pra contrariar as pragas do diego dama) foram maravilhosos!
- que em fevereiro/março/abril tudo estava um caos na minha vida, me sentindo sozinha, com pouca grana, trabalhando pouco e com problemas no apartamento;
- que o arco-íris de dublin é o mais lindo de todos;
- que muitas pessoas vieram e muitas foram embora. muitas ainda permanecem nas lembranças;
- que as amizades se renovam;
- que as festas são fortes, mas curtas;
- que pagar 2 euros na pint não é sonho;
- que receber amigos queridos na "minha cidade" é sensacional;
- que neve, mesmo em pequena quantidade, é incrível (e gelada), e mesmo assim dá pra fazer boas bolinhas e jogar nos amigos;
- que irlanda não é só dublin, e que tudo é como nos filmes;
- que chorar quando os amigos vão embora é bom, sinal de que os amo, e vice-versa;
- que as house parties são de dar medo;
- que tomar chima sozinha não tem graça (mas mesmo assim insisto);
- que viajar é algo que apazigua a alma;
- que as festas brasileiras não tem a mesma graça no brasil;
- que tomar uma ceva no canal, as 22h e ainda ter sol alto é inacreditavelmente mágico;
- que amar é inevitável;
- que "aprendi" a detestar certas raças e que entendo porque outras são tão legais;
- que aprendi a cozinhar, que aprendi a beber (ou não) e que melhor ainda, o inglês melhorou!
- que tive algumas tentativas frustradas e que consegui coisas que nem imaginava poder um dia;
- que dublin é meu lar, não há como negar!






aqui vivenciei (e vivenciarei muito mais) coisas inesquecíveis.


ps: completei 1 ano um mês atrás!

5 comentários:

Émerson disse...

Oi mais uma vez Cris! Incrível a quantidade de sentimentos, novidades, ou até mesmo coisas iguais, porém que acontecem com intensidades diferentes, pessoas, momentos, enfim... coisas que acontecem quando abrimos nossa mente e deixamos nos permitir ao novo, não é?
Gostei demais do post e fiquei apreensivo com o valor da sua conta bancária... hehe...Ah! Tb me preocupo em não entender o endereço... acho super tenso isso... e indelicado... mas o quê fazer pra entender?? Tem que aperfeiçoar o inglês mesmo e conhecer os nomes das ruas né... porque no início EU SEI que vai ser SUPER difícil... enfim...
Bjo e abração pra vc!

Até!

Gabriel Carnevale disse...

Olá Cris. Muito legal esses seu post do "um ano". Me fez pensar um pouco em como será o meu um ano - o que eu vou estar sentindo e pensando. Pelo visto você conseguiu vencer muitos desafios. Parabéns.

Márcia disse...

Muito bacana teu depoimento Cris. Me fez bem ter lido. Obrigada por compartilhar! Só saindo da terra da gente é que tudo adquire outra dimensão, por isso viajar é tão especial. Vou seguir tuas linhas, ok?
Um abraço!

Vandeilson Santi disse...

Olá Cris do cabelo vermelho ^^
Como disse o Gabriel Carnevale muito legal mesmo e também me faz pensar muito como será meu ano de NZ, apesar de ser outro país acho que as barreiras são parecidas e você certamente ultrapassou-as muito bem!!Fico feliz de ver voce feliz...me animo para minha jornada, nos posts desde o começo(agora tive tempo de ler e comentar hehehe) da pra perceber claramente que voce esta muito feliz por ae
isso é maravilhoso e ma vontade, coragem e uma energia pra também buscar vencer as barreiras ser feliz também mesmo sendo outro lugar bem distante.Mas ó um dia vou visitar voce ae heheheh
concerteza sou um seguidor oficial do blog hehehe adoro tuas palavras
grande beijooo Cris tudo de bom sempre =)

Char disse...

Ameeeiii!
Me deu tanta saudade..
Te amooo