23 de jul de 2011

e sobre o post anterior... esquecer quem se ama.
não esqueço quem eu amo, nem os que amei. não esqueço porque não quero, porque acho que não devo.
se o amor foi por muito... pouco... tanto faz o tempo, existiu porque teve algo de bom.
se não durou foi porque não era para ser assim, e confesso sentir saudade de todos os meus ex amores; em um momento ou outro nos remetemos à lembranças saudáveis.

nunca desalojei nenhum do meu coração.

eu já não sou mais deles e eles a mim não pertencem, o amor não acabou, só mudou de homem/mulher para amizade. as boas recordações serão eternas.

2 comentários:

Rosa Veiga disse...

"ACASO

"Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. "
(Antoine de Saint-Exupéry)

Isso resume tudo o que tu escreveu, amada...
bjus
Mami

Karina disse...

Eu sou assim. Exatamente assim.