14 de jun de 2009

Sol

Um domingo de sol maravilhoso
Aquele sol brilhoso que ilumina tudo a ponto de doer os olhos e que aquece a alma
Aquece a alma fraca, a alma desiludida, a alma abandonada
Aquele friozinho na medida e o desejo interminável de um doce
Doce pipoca, doce algodão, doce churros gorduroso e coberto de açúcar e canela
As pessoas passeando, jogando ou praticando o nadismo
Treinando o poi, tomando chimarrão ou correndo atrás de seus cachorros enlouquecidos por uma bola.


Nesse contexto de perfeição, aquecimento humano e guloseimas me deparo com os pensamentos de que meus dias coloridos passarão a cinza
Porém, mesmo cinza e frio a vida continuará sendo colorida e quente
Porque estarei longe apenas de corpo, mas presente sempre de alma
E quando o sol aparecer, lembrem-se de que ele veio a meu pedido
Para iluminar o caminho de todos aqueles que eu amo e que de alguma forma, são importantes pra mim

Nenhum comentário: