2 de set de 2009

Sua felicidade era que fosse moreno, sem tom pastel, precisava pôr cor em sua fantasia;
De preferência com cheiro inocente que remetesse à loucura;
De mãos grandes para apalpar os prazeres dos ossos, arrepio e sorriso singelo maroto descabido e timidamente sem vergonha;
Cabelo negro como a noite sem lua, talvez com chuva para lhe trazer energia ao sangue fervente;
Alto para colher-lhe os frutos do pecado e se entregarem juntos aos prazeres da pureza;
Carinho selvagem de amor inten...

toc toc

- Acorda, já amanheceu!

Nenhum comentário: