21 de out de 2010

essas férias, além de uns quilos a mais e um fígado meio danificado, me trouxeram de volta a alegria da leitura.
ganhei muitos livros de presente, assim como também peguei alguns emprestados.
confesso ter deixados uns pares de sapatos para trás para poder trazer essas belezuras. mas o problema maior não foi esse e sim a dúvida cruel "qual livro ler primeiro?".
olhei olhei e me decidi por "100 dias entre céu e mar" de Amyr Klink.
sempre quis ler algo dele, por saber de suas viagens e por ser fã de várias frases de impacto que ele escreveu.
mas aí veio a decepção... percebi que lia uma página e olhava à minha volta para ver se algo emocionante acontecia... claro, estava achando aquela história um téeeeeeeeedio infinito! resolvi ler uma revista de fofoca mesmo.
uns dois dias sem ler estava eu conversando com quem me emprestou o livro e começamos a opinar sobre tal. incrível!!! opiniões completamente diferentes.
pra mim não era mais que um emaranhado de latitude e longitude sem fim e para ele, um empurrão para a libertação de seus sonhos.
resolvi dar mais uma chance ao livro, respirei fundo e decidi viajar com Amyr.

"Navegar é um ato de paciência, e existem decisões que só devem ser tomadas na hora certa. (...) Ao se encaminhar para um objetivo, sobretudo um grande e distante objetivo, as menores coisas se tornam fundamentais. (...) Senti que estava cumprindo uma obra de paciência e disciplina. E percebi como é simples conseguir isso. Nada de sacrifícios extremos ou esforços impossíveis. Nada de grandes sofrimentos. ao contrário, bastava apenas o simples, minúsculo e indolor esforço de decidir."

foi então que eu decidi ler até o final.

2 comentários:

Carlos Carreiro disse...

sábia decisão. Hahahahaha

Char disse...

Eu ameei o livro!!!