4 de abr de 2011

eu sempre gostei de sentar no chão, especialmente em escadas ou cordões de calçadas.
é bom, faz sentir normal, comum, simples...
e isso é uma das coisas que eu sempre faço por aqui, sento nas escadas em frente ao meu flat. e sempre que chove, em especial, eu gosto de ficar por lá, lembrando da minha infância e do tempo em que não existia preocupações além da dúvida cruel de ver a chuva cair comendo pepinos em conserva ou morangos com açúcar; na escada da casa da minha madrinha, na porta dos fundos, de frente para um enorme jardim...
o tempo passa, a gente cresce e as coisas mudam, mas nunca a essência.
o que mudou de lá para cá foi o conteúdo. hoje em dia sento nas escadas com uma xícara de chá ou uma taça de vinho e vejo a chuva cair suavemente sobre as pessoas apressadas que passam diante de meus olhos.
apressados e/ou fugindo da chuva... mas sempre encontro um cidadão que está passeando e curtindo cada pingo de chuva daquele comento, assim como eu...

Nenhum comentário: