1 de abr de 2011

lá em bruxelas/bélgica eu visitei o átomo.
ai você me pergunta que p*** é essa...
bem, esse átomo é um monumento que foi criado para a 'expo 58', uma feira mundial de bruxelas em 1958. ele tem nove esferas de aço ligados como uma célula ampliada 165 bilhões de vezes.
esse monumento ficaria exposto por apenas seis meses, mas o sucesso foi tão grande que acabou virando um símbolo de bruxelas.
cultura a parte, dentro dessas esferas tem algumas exposições falando sobre o universo e tal e tinha a seguinte frase no chão:
"quanto mais a gente descobre, mais temos a descobrir"
e foi o que me levou a lembrar o que um amigo sempre me dizia, que conforme eu fosse conhecendo o mundo eu iria me libertando mais e tendo mais cede de descoberta. fato!
o mundo é tão grande que nos faz parecer ridículos quando temos a pretensão de abraça-lo. que ingenuidade (para não dizer idiotice) a nossa de achar que somos grandes, superiores e inabaláveis.
somos frágeis e minúsculos comparado com a imensidão das coisas, até mesmo daquelas coisas que não conseguimos ver.
e as coisas que nos parecem pequenas e insignificantes podem tornar-se maiores que o esperado a cada segundo vivido.

Nenhum comentário: