30 de jul de 2011



eu queria poder com palavras descrever o que sentia 
ao dirigir à noite em porto alegre, 
voltando para casa pós alguma coisa com amigos.

senti isso aqui, voltando sozinha e a pé;
era calor, sem vento e a água estava parada.

na boa, tanto faz explicar,
me basta fechar os olhos e sentir.

Um comentário:

Carlos Carreiro disse...

o nome disso é poesia? sabia? :-)