20 de nov de 2011




eu não gosto de dias escuros, especialmente domingos escuros. nunca gostei, nem lá e nem aqui. não me sinto à vontade com a ideia de que é o último dia da semana. o último de qualquer coisa é muito triste. parece que o que era pra ser foi, mas nesse caso não foi. parece que falta um pedaço, está incompleto. sinto que falta um pedaço de mim que se perdeu por aí... e não tenho onde procurar esse pedaço. não posso me encontrar nas páginas amarelas como um classificado. não tenho como encontrar o que não se sabe que é perdido. não se pode viver o último dia da semana como se fosse o último, semana que vem tem mais um. e de novo e de novo...



Nenhum comentário: