30 de jan de 2012

já ouvi muitas críticas porque sou filha única, dizem que sou mimada.
bem, sou mimada sim. minha mãe nunca me deixou faltar nada graças à deus. sempre me deu muito amor, carinho e instrução. sempre me mostrou o que era certo e o que era errado. me ajudou a diferenciar as pessoas boas das ruins.

quando eu ouço essas críticas de que uma pessoa ser mimada é um defeito crucificador, tenho vontade de falar tantas verdades que me ferve o sangue; mas como sou educada, acabo ficando quieta para não me estressar mais.

pois bem. sou uma filha única e mimada que nunca teve nada de mão beijada. sempre trabalhei, sempre lutei para alcançar meus objetivos. nunca esbanjei dinheiro ou ostentei uma vida de aparência. abri mão de muitas coisas para poder vir para a irlanda. 
aqui eu ando a pé, pago aluguel, faço as compras no mercado com mochila e caminho umas boas quadras cheia de sacolas pesadas so-zi-nha. limpo minha casa, lavo minha roupa, cozinho minha comida. divido casa, pior, divido quarto! e ainda estamos vivos, e somos amigos.

sei dividir, sei ajudar. trabalho em um lugar com pessoas de difícil convivência. atendo gente chata, gente realmente mimada que tem o rei na barriga. limpei banheiros sujos inúmeras vezes, aguento gritos sem motivo, injustiças, preconceito.

pago minhas contas. nunca peço dinheiro para ninguém. procuro incomodar minha mãe o mínimo possível. pago festas, viagens, roupas, sapatos, almoços e jantares. e pago tudo com muito sorriso no rosto pois é tudo fruto do meu trabalho, do meu esforço.

tenho manias chatas? é óbvio que tenho, sou humana e gosto das coisas do meu jeito. mas e quem não gosta? quem abre mão do seu jeito para fazer do jeito do outro? me apresente esse ser divino por favor, pois não conheço.

se me pedem ajuda, faço o impossível. se me pedem dinheiro, faço as contas. se estão com frio, dou meu casaco. se estão com fome, divido meu lanche. se estão triste, dou meu ombro.

o problema é que além de ser independente, deixo claro que gostaria que as pessoas fizessem por mim a mesma coisa que faço por elas. mas como sou filha única, acabo me tornando uma pessoa reclamona, chata e mimada aos olhos de alguns idiotas, antes de me conhecerem realmente.

3 comentários:

Rosa Veiga disse...

Querida...tuas palavras só reforçaram o que sempre digo: sim, te dei mimo e carinho, mas sei que sempre te cobrei muito, te cobrei responsabilidade ainda muito cedo, te cobrei caráter, cobrei que cuidasse de tuas finanças (mesmo te ajudando), cobrei pontualidade nos teus compromissos, e a mistura de tudo isso está aí: uma mulher madura e independente, lutando, escrevendo tua história, não esperando que os outras façam por ti.
Tenho orgulho de ter te mimado, e vou te mimar para sempre,pois tu é minha pequena, minha única filha.
Mas mesmo que eu tivesse outras filhas, nenhuma seria tão especial tão humana, tão fiel e amiga como tu é.
obrigada por ser parte da minha vida.
Obrigada por tornar minha vida melhor.
Obrigada por ME tornar um ser humano melhor.
TE AMO!!!
VOLTA LOGOOOOOOOOOOO
Mamis

Anônimo disse...

Foi uma honra ter tido você como flatmate e é uma honra ainda maior ter vc como amiga. Grande abraço e continue sempre assim...

Julio

Luciana Sousa disse...

Olá, tudo bem?

Gostei mt do seu blog. Aproveite bastante esta experiência marcante e extraordinária!!

Tb escrevo um blog sobre minhas experiências na Irlanda, gostaria de trocar links?

Att,

Luciana Sousa
www.jornadapelairlanda.blogspot.com