17 de mai de 2012

tem algumas coisas que eu nunca parei para pensar. coisas do tipo, onde morar, casamento, filhos e afins. sempre vivi muito o hoje sem longos planos. o único plano que sempre fiz foi viajar, correr o mundo e tal.
mas esses ultimos dias tem sido diferentes. uma amiga em uma de suas crises existenciais, homesick e de tpm resolveu conversar com outra amiga sobre seu futuro. ela com 3 ou 4 anos a menos que eu começou a se questionar sobre se voltar a morar no brasil seria uma boa, se continuar na mesma cidade seria bom para sua profissão e se um dia ela encontraria um homem correto que a amasse, que ela amasse também e que juntos construissem uma família, incluindo filhos no plural.
odiei ela ter compartilhado essas dúvidas comigo, afinal, eu sendo mais velha deveria me preocupar com essas coisas também. mas filhos nunca fizeram parte dos meus planos.
ok, problema jogado em uma gaveta qualquer (pelo menos até chegar no brasil). decidi não pensar nisso.

mas e aí, será que levo jeito?

Cillian, bebê da Ridel :)

se sim ou se não, treino com o bebê da amiga que é tão tão tão fofo que quase trouxe para casa.

2 comentários:

Rosa Veiga disse...

com certeza leva jeito! rsrsrs
traz pra casa que eu cuidoooooooooooo ahahah
bjus
Mami

Mr. Lemos disse...

Hahaha! Cris, penso muito parecido. Não adianta fazer plano tão longo... O mundo pode acabar amanhã. Melhor viver aos poucos. E, sim, vc leva jeito... ;)
bjos