22 de nov de 2012

venho por meio deste lhes confessar em palavras o que o sorriso já vem revelando há alguns dias... eu estava com muita saudade dessa liberdade brasileira. 

essa coisa de poder fazer o que a gente quer sem medo de ser livre. sentar no chão sem gelar a bunda, assistir a um show de rua, um malabarismo, ou qualquer dessas inúmeras artes que vemos pelas ruas. 

o povo vendendo "ceva bem gelada" e "água mineral" em qualquer canto da cidade. um churros aqui e acolá. suco natural em todos os bares/lancherias/bancas... sempre geladinho me esperando.

tomar uma cerveja no parque com amigos de longa data que falam "bah", "tri" e por aí a fora. e melhor do que ouvir, é falar e ser entendida por todos. saudade desse sotaque gostoso que só nós temos.

após sair da redenção, gasômetro ou qualquer outro parque sempre acabar na lima e silva para comer o nosso e só nosso enorme xis.


saudade dessa mania que gaúcho tem de reduzir as frases... coisa que não ouvia há três anos!! "oi, e aí tudo?", "tudo e tu?"


saudade que eu tinha de um samba de roda, um barzinho com música ao vivo, só voz e violão... aquele mpb gostoso de final de tarde. fazer um happy hour com as amigas, fofoquinhas e petiscos deliciosos.

saudade de sair com meus amigos e conversarmos como se a última vez em que nos tivesse sido ontem e não três anos atrás.

aquela coisa de chegar em casa correndo para tomar um chimarrão assistindo a novela, mesmo que a novela seja ruim, mesmo que ninguém realmente preste atenção.

saudade da felicidade em pequenas coisas que tanto me fizeram falta...

Nenhum comentário: